Comunicação corporativa é um dos pilares da reputação

Já temos o entendimento de que reputação nada mais é do que construir confiança e elos com os diferentes públicos da empresa ou da marca. É ter um propósito corporativo significativo que se aplica por meio da governança e se revela pela comunicação. E aí vale lembrar a importância da transparência e do discurso coeso e coerente com a realidade.

Outra verdade é que reputação não se constrói ficando quieto, muito menos fazendo barulho desnecessário. Por isso, a comunicação corporativa é primordial e indispensável neste processo reputacional. É um processo longo e duradouro, que requer estratégia, sustentação, manutenção constante e disciplina.

Compreender a Comunicação

Comunicação é o termo mais amplo e ocorre com e sem planejamento. Os trajes do pessoal de vendas comunicam, o catálogo de preços comunica e os escritórios da empresa comunicam. Isso explica o interesse crescente por comunicações integradas de marketing. As empresas precisam harmonizar um conjunto consciente de impressões geradas por seu pessoal, instalações e ações, que transmita aos vários públicos o significado e a promessa da marca organizacional (KOTLER, 2003, p.30).

Diante desta citação, fica evidente que a reputação e a forma de como a empresa é vista e percebida por seus stakeholders depende invariavelmente de uma estratégia estruturada de comunicação corporativa, de preferência 360°.

Alinhamento

Hoje em dia, um dos grandes obstáculos nas organizações é o alinhamento efetivo da comunicação com a estratégia da própria empresa. Parece óbvio, mas olhando para um passado pouco distante, notamos que poucas companhias se preocupavam com isso, e agora precisam “correr atrás para não ter prejuízo”, já que o mercado exige tal requisito, e não ter um olhar atento para esta questão pode custar a continuidade dos negócios e até da empresa.

Dentro de casa

Este processo de alinhamento acontece de dentro para fora, a comunicação interna é responsável pela inserção e solidificação dos princípios definidos na missão, visão, valores e objetivos da organização junto a seus colaboradores. Não estamos falando apenas de levar a informação por meio de jornais internos, murais, newsletters, ações e campanhas de endomarketing. Tudo isso é importante, mas nos referimos a algo ainda mais abrangente e intrínseco: o posicionamento da direção acerca da comunicação.

A assertividade e eficiência dependem muito do engajamento dos líderes. Quando o presidente, o CEO e outros gestores entendem e apoiam a comunicação como pilar da organização, o efeito é multiplicador. Líderes normalmente inspiram, tornando-se responsáveis pela condução da comunicação junto a seus públicos, conectando-os com eficácia à estratégia. Um verdadeiro processo de transformação ocorre.

Comunicação 360°

A comunicação interna é apenas um dos pontos contemplados pela estratégia da comunicação integrada, ou comunicação 360°. Já citamos a relevância de manter “a casa arrumada”, com as mensagens bem claras e definidas para não “escorregar” na hora de pôr o plano em prática. Mas, quais são os outros aspectos que devem ser contemplados nesta comunicação 360°? Basicamente falamos do relacionamento com a imprensa, no diálogo com a comunidade, na comunicação com fornecedores e investidores, na relação com influenciadores e na presença digital, tão em voga de uns tempos para cá.

Identidade Digital

Com o desenvolvimento acelerado de tecnologias e o crescimento das plataformas digitais – algo que transforma diariamente a forma com que as pessoas consomem conteúdo – é urgente que as empresas construam a sua identidade digital: site, blog, email marketing, newsletter eletrônica, intranet, vídeos e a famigerada comunicação nas redes sociais. Mensagens postadas, interações, mapeamento dos públicos e até o estreitamento das relações são ações que devem estar claras e constar no planejamento.

O conteúdo das mensagens é fundamental para o estreitamento dos laços, o que também influencia na identidade corporativa digital. O conteúdo é o fator que move a interação, a relevância e a aproximação.

Olhando para todos esses fatores é possível concluir que a comunicação corporativa é parte integrante do processo de gestão reputacional de uma organização. Do alinhamento das mensagens-chave à comunicação externa, com uma atenção especial ao ambiente digital, esses são os principais pontos de um plano bem estruturado de construção da reputação.

Compartilhe

Deixe um comentário