English EN Portuguese PT

Como estruturar um comitê de gestão de crise e por que ter um em sua empresa?

O comitê de gestão de crise é formado por representantes de diversas áreas da empresa. Esta equipe dará suporte necessário para o evento e assumirá o gerenciamento da situação, determinando quais são as ações e posicionamentos mais indicados.

Uma crise quase sempre pega as organizações de surpresa, não importando seu tamanho ou segmento de atuação, por isso é necessário agir rapidamente, verificando e controlando as informações e os riscos para uma tomada de decisões assertivas. A melhor maneira de garantir que isto aconteça com êxito é estruturando um comitê de gestão de crise.

Primeiro é preciso ter em mente qual será o perfil das pessoas que farão parte deste comitê. Os profissionais devem estar preparados para lidar com situações de extrema pressão e ter discernimento na elaboração das melhores estratégias, o tom das mensagens e a execução das ações que devem ser adotadas. Tudo isso para construir um processo de decisão positivo e consistente.

O comitê de gestão de crise deve ser multidisciplinar

Os integrantes do comitê devem se reunir, periodicamente, para analisar medidas preventivas e os focos da crise. Esta periodicidade das reuniões é muito importante, às vezes elas acontecem diariamente ou, dependendo da gravidade, mais de uma vez ao dia. Todos os integrantes devem estar disponíveis 24 horas por dia. Vale lembrar que mesmo durante o período de crise, as operações essenciais da empresa não podem parar, pois a normalidade gera segurança. A linha de frente com o cliente, por exemplo, deve estar totalmente preparada para responder à crise sem interromper suas atividades.

Geralmente, o comitê é formado por representantes da área de Comunicação ou Assessoria de Imprensa, departamento Jurídico, alguém do corpo diretivo da empresa – que normalmente é o porta-voz – e um responsável pela área envolvida diretamente na crise.

Portanto, o comitê tem um papel relevante na resolução dos problemas, coordenando e direcionando as ações da corporação frente ao cenário adverso. É por tudo isso que a implementação de um comitê de gestão de crise deve ser encarada como um investimento.

Artigos relacionados

Add Comment

Open chat