O que ESG significa? Aprenda o verdadeiro significado de ESG e seu conceito

Fique tranquilo. Neste artigo você vai entender de uma forma simples e didática o que ESG significa, o que vai te ajudar a saber se você está tomando boas decisões.

Você já percebeu que as empresas mais relevantes do mundo estão atentas aos temas de responsabilidade social e ambiental, realizando projetos que visam propósitos para além do lucro econômico, mas também criando valor compartilhado para o bem-estar das pessoas e do planeta? 

Você sabia que isso pode ser um diferencial competitivo para conquistar mais confiança dos diferentes públicos da organização (stakeholders)?

Hoje, vamos aprender sobre a relação disso tudo com o conceito de ESG, e como isso pode mudar a maneira que as empresas assumem um diferencial competitivo na nova economia.

Há riscos sérios para o negócio quando a liderança desconhece os critérios exigidos pelo mundo atual, sobre quais são os principais fatores que promovem a longevidade dos negócios na nova economia. E você precisa saber disso.

1) O que ESG significa?

ESG é uma sigla em inglês, que quando traduzida significa Ambiental, Social e Governança.

ESG é uma estrutura de indicadores que mensuram os resultados das iniciativas de sustentabilidade de uma empresa. Inclui três fatores:

  • Ambiental: quão bem a empresa gerencia seus impactos ambientais
  • Social: quão bem a empresa gerencia seus impactos sociais
  • Governança: quão bem a empresa gerencia seus riscos de governança

A pontuação ESG é calculada levando em consideração as políticas, práticas e desempenho de uma empresa nas áreas de meio ambiente, sociedade e governança.

2) O que é prática de ESG?

Os critérios ESG são uma estrutura focada na análise dos fatores ambientais, sociais e de governança das empresas e corporações para o processo de tomada de decisão de investimento dos principais Fundos de Investimento nacionais e internacionais. 

Os investidores usam o ESG para medir as oportunidades e os riscos de um investimento. Eles fazem isso avaliando quão bem uma empresa está gerenciando seus riscos ambientais, sociais e de governança. O ESG também ajuda os investidores a identificar oportunidades de crescimento de longo prazo e desenvolvimento sustentável. Logo, ter aplicados os princípios da sustentabilidade e os critérios ESG no seu negócio podem atrair investidores.

– Histórico sobre Sustentabilidade & ESG

O termo Sustentabilidade teve como fundamentos os pilares da sustentabilidade Triple Bottom Line: “People, Planet, Profit” (Pessoas, Planeta, Lucro). Foi criado no ano de 1994 por John Elkinton e amplamente divulgado após o lançamento do seu livro “Canibais com Garfo e Faca” em 1997 e tornou-se a base da agenda da sustentabilidade. O triple bottom line é uma ferramenta de gestão desenvolvida para examinar os impactos sociais, ambientais e econômicos de uma companhia em um período de tempo. Ao inserir esta análise em sua gestão, as companhias levam em consideração o custo total das suas atividades.

 O termo ESG surgiu em junho de 2004. O Secretário-geral da ONU, Kofi Annan, escreveu para 55 líderes das principais instituições financeiras do mundo, convidando-os a desenvolver diretrizes e recomendações sobre como integrar questões de governança ambiental, social e corporativa à pesquisa, análise e gestão de ativos financeiros.  Ao todo, 20 instituições financeiras de 9 países, com alvos totais sob gestão de mais de US$6 trilhões, aceitaram o convite e endossaram a proposta. O Pacto Global da ONU supervisionou o esforço colaborativo que levou à publicação do relatório intitulado Who Care Wins e o governo suíço forneceu o financiamento necessário. Um dos objetivos do documento foi aumentar a clareza sobre os respectivos papéis dos diferentes atores do mercado, incluindo empresas reguladoras, bolsas de valores, investidores, gestores de ativos, corretores, analistas, contadores e consultores financeiros. 


 “Sustentabilidade é como fazer. ESG é como medir”

Patricia Brito Teixeira – Diretora de reputação (we plan before)

3) Quais são os critérios ESG?

Os critérios ESG são um conjunto de fatores ambientais, sociais e de governança que investidores consideram na tomada de decisão de investimento em uma empresa.

Os critérios ESG incluem:

  • O impacto potencial das operações da empresa no meio ambiente e nas mudanças climáticas
  • O tratamento de funcionários, fornecedores e outras partes interessadas – Produtos e serviços que estão envolvidos ou contribuem para conflitos ou abusos de direitos humanos.
  •  Até que ponto a empresa é bem sucedida na implementação de práticas de transparência, prestação de contas e boa governança.

4) Como aplicar ESG na empresa?

O ESG é uma forma de avaliar o que está sendo feito na empresa, considerando os pilares ambientais, sociais e de governança nas operações da empresa. O primeiro passo é implantar projetos e iniciativas que respondam a esses pilares, a partir de um diagnóstico dos impactos do negócio nessas frentes. O segundo passo é definir indicadores que comprovem os resultados obtidos.

Há três coisas que você precisa saber que chamam a atenção de investidores focados nos critérios ESG: 

1) Quais são seus valores? 

2) Quanto risco você está disposto a correr? 

3) Qual é a sua linha do tempo?

Os fundos ESG estão investindo cada vez mais em empresas que comprovem os resultados de criação de valor compartilhado junto aos stakeholders e que gerenciam seus impactos ambientais.

5) Qual é a importância do ESG?

Esta é uma nova maneira de olhar para os negócios. É a prática de equilibrar o lucro de uma empresa com seu impacto social e ambiental. Também é conhecida como valor compartilhado.

Existem diversos níveis e avaliações dos critérios ESG, e eles podem ser aplicados a qualquer setor. A mais comum são as emissões de carbono, que podem ser medidas em toneladas ou equivalentes de CO2.

O ESG é importante porque tem estimulado os líderes a implantar melhores práticas ambientais, sociais e de governança. O ESG avalia os resultados das empresas e ajuda a melhorar a longevidade de seus negócios. Eles sinalizam se há diminuição de custos operacionais; redução do desperdício e uso de energia; economias de matérias-primas e se há melhoria do uso dos recursos.

6) Como as empresas estão tendo que se adaptar para incluir ESG como parte de sua gestão estratégica?

Os investidores analisam com cada vez mais frequência os fatores ambientais, sociais e de governança antes de decidir investir ou não em uma empresa. Muitas empresas estão perdendo dinheiro quando não comprovam seus resultados nos critérios ESG.

Um dos fatores é o amadurecimento dos valores da sociedade que se tornou protagonista do diálogo social, a partir do surgimento das mídias sociais e das mídias digitais. Elas tornaram mais fácil para as pessoas compartilhar informações sobre vários aspectos das empresas com o público. Isso levou a uma maior conscientização de como as empresas estão gerenciando suas questões ESG, o que, por sua vez, levou mais investidores a exigir relatórios ESG das empresas antes de investir nelas.

As empresas precisam se adaptar para incluir o ESG como parte de sua gestão estratégica de negócio pautada na sustentabilidade, pois isso pode se traduzir em uma vantagem competitiva de longo prazo e está se tornando parte essencial da gestão estratégica das empresas.

Conclusão:

ESG. Apenas três letras, muitas vezes desconhecidas ou subestimadas, mas tão importantes. Espero que nosso conteúdo tenha te ajudado a compreender o quanto estar alinhado com os critérios ESG é um grande diferencial para o seu negócio.

Você passa a construir uma lógica de negócio na qual gera valor à sociedade e ao planeta, ao mesmo tempo em que ganha lucro e é admirado pelos seus públicos de relacionamento. Esse é o lucro que realmente sua empresa merece: atrair investidores e estimular seus clientes, ajudando o mundo e todos ao seu redor, auxiliando na criação de um mundo mais saudável e estável, onde você e seu negócio poderão continuar crescendo e prosperando por muito tempo.

Entre em contato conosco e solicite um orçamento para construirmos e implantarmos o plano de ESG do seu negócio para você.

Compartilhe

Deixe um comentário